Blog

07 jul 2021

Sobram muitas vagas de TI no mercado, você sabe o porquê?

As Tecnologias de Informação e Comunicação hoje é uma das áreas mais aquecidas de mercado. Programas, aplicativos, interfaces, dispositivos digitais e entre outros compõem uma vasta variedade de especificidades do que um profissional pode se especializar. Existem programadores, analistas de sistema, engenheiros de software, e uma série de outros ramos dentro da própria área da Tecnologia. Se você procurou emprego nos últimos 10 anos, é muito possível que tenha visto pelo menos algumas vagas relacionadas a ela. Nos programas de TV, muito se fala sobre oportunidades de trabalho que sobram, mas faltam profissionais capacitados.

Leia mais

Um primo, um tio, uma amiga, um familiar, todos conhecem alguém que trabalha ou almeja trabalhar com “computador”, pois como muito se ouve por aí, “é a profissão do futuro”. Mas então: por que sobram tantas vagas?

De acordo com O Globo (2020), no Brasil existe uma demanda de 70 mil profissionais por ano, no entanto, cerca de 25 mil dessas vagas ficam à deriva. Além disto, existe uma rotatividade e evasão muito grande de profissionais da área. O motivo principal para esse fenômeno é: o trabalho do profissional de TI é difícil e as pessoas entram na área apenas pela remuneração. É preciso ter entusiasmo ou no mínimo simpatia para se trabalhar com TI, sua motivação precisa estar sempre atrelada aos desafios, criação, e constante crescimento pessoal.

O computador, seja ele na sua Smart TV, no seu celular, no seu pulso, é a ferramenta comum da humanidade globalizada. Para tudo que você acessa, existe um profissional (ou vários) da Tecnologia. Para solucionar o problema da falta de vagas e evasão de carreira, é preciso incentivo e consciência. Que as pessoas sejam mais incentivadas a busca por conhecer a área e que se haja compreensão de sua dificuldade. Seu ônus e seu bônus. Acima de tudo, conhecimento.

Larissa Barbosa
Cientista Social, estudante de Engenharia de Software, estagiária de TI na Creartcode, ama livros, filmes e dogs.