Blog

03 fev 2021

Será que ainda é possível ter privacidade online?

Foi divulgada recentemente a notícia do vazamento de dados que atingiu grande parte da população brasileira, um problema que trouxe de volta muitos questionamentos sobre a tecnologia e como os dados são realmente utilizados por quem os mantém. Já não existe a escolha de utilizar ou não tecnologia no dia a dia, é um fato que estamos dependentes dela, mas será que não temos como escolher a maneira que nossas informações poderão ou não ser usadas nessa rotina?

Leia mais

Vemos muitas séries e documentários tratarem destas questões e tentarem explicar como nossa privacidade pode ser desrespeitada sem nos darmos conta, retratando situações perigosas que foram escondidas por um longo tempo, como por exemplo a manipulação das nossas escolhas e sentimentos enquanto usamos redes sociais. Com os dados de cada usuário, o sistema em questão poderia influenciá-lo mostrando assuntos de acordo com sua personalidade, sem a pessoa ter noção que as suas informações iriam ser usadas dessa maneira.

Com o tempo a divulgação dessas práticas começou a ser feita por ex-funcionários das grandes empresas, que não consideravam éticas suas ações e alertavam os usuários que tomassem algumas atitudes para diminuir os danos causados pelas redes.
Entre elas estão:

  • Limitar seu tempo de uso.
  • Desligar as notificações.
  • Desligar sua localização.
  • Não clicar em recomendações e sim no conteúdo que você procura.
  • Seguir pessoas que você não concorda.

Apenas algumas mudanças podem fazer diferença na forma como seus dados irão ser usados no final, diminuindo a quantidade de informações que você disponibilizou ou tornando-os menos precisos. No Brasil atualmente existe a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), também mudando as regras de operação das empresas que fazem coleta, armazenamento, tratamento e compartilhamento de dados pessoais, impondo mais proteção e penalidades para o não cumprimento. Talvez assim possamos ficar mais tranquilos quanto a nossa segurança, enxergando quando e quanto de informação iremos disponibilizar.

Como você considera a sua privacidade no mundo digital atualmente? É possível melhorar?

Eliza Paoliello
Estudante de Sistemas de Informação, amante de chás e coisinhas naturebas.