Blog

16 set 2020

Por que ler autores nacionais?

Eu resolvi trazer um tema que é bem comum para quem convive no meio literário. A gente sabe que os primeiros livros que as escolas te dão para ler são obras de José de Alencar, Aluísio de Azevedo e Machado de Assis. Para um jovem estudante que está acostumado a ler Harry Potter ou um best seller de romance, esses escritores parecem absurdamente chatos. E eu falo isso porque já estive nesse lugar.

Há alguns anos eu revirava os olhos ao ouvir alguém me indicar um livro nacional, até que um dia eu percebi a importância de darmos valor ao nossos escritores. Ler autores nacionais é um meio de resistência ao país em que vivemos, um país onde o brasileiro lê apenas 3 livros por ano e 30% da população nunca comprou um livro sequer.

Leia mais

Para quem não sabe, os livros internacionais são bem mais caros, porque dentro desse valor estão o custo do tradutor e vários direitos autorais (na maioria das vezes pagos em dólar). Além disso, temos outra questão: justamente porque o público consome poucos livros nacionais, algumas editoras daqui deixam de publicar autores brasileiros.

Mas não é preciso ir muito longe para encontrar um autor que te encante, a nossa literatura está recheada de talentos escondidos e é muito bom ver que o mercado está começando a abraçar cada vez mais esses talentos da literatura brasileira. Na Bienal do Rio de 2017, mais de 300 autores nacionais participaram do evento, um número maior que a edição de 2015, que contou com 200 autores. Precisamos valorizar o trabalho de pessoas que são exatamente como nós… vamos quebrar esse preconceito contra a nossa literatura!

Agora, se pergunte: Quantos livros de autores brasileiros eu tenho em minha estante? Quantos livros de autores nacionais eu já li?

Fernanda Loureiro
Carioca, 23 anos e formada em Sistemas de informação. Passa a maior parte do tempo lendo e leva a vida sem medo de ser feliz.

Deixar Um Comentário