Blog

14 out 2020

Entendendo o SEO

Quando você faz uma busca na internet, já deve ter percebido que antes mesmo de você terminar de escrever, é como se o buscador já soubesse o que você precisa. Isso porque ele funciona de forma muito mais complexa do que imaginamos, trabalhando o tempo todo, navegando, categorizando e ranqueando conteúdos para garantir assertividade nas pesquisas que fazemos.

Quando um novo site é registrado, o Google por exemplo, com as chamadas “spiders” ou “bots”, navega por todas as páginas desse site, descobrindo, entendendo que tipo de conteúdo ele oferece, como é apresentado e os links que existem, para então categorizá-lo. E como vários sites da mesma categoria vão ser diferenciados na hora de aparecer para o usuário? Quem vai ficar na frente?

Leia mais

É aí que entra o SEO (Search Engine Optimization), em português Otimização de Mecanismos de Busca. O ranqueamento será feito de acordo com vários critérios, entre eles:

Links: Um dos critérios mais importantes para o SEO e que apresenta diversas exigências. Os tipos de links que dão maior relevância para as páginas são: links internos (organização das páginas), externos (os que saem do seu site), os apontados (que levam ao site), os recíprocos e de redes sociais. Com o tempo e mais cliques, seu site ganha relevância e confiabilidade.

Design: Agradar o usuário tem que ser o objetivo principal da sua página, então um bom layout, cores legais, textos com boa leitura, são algumas das características a serem trabalhadas.

Responsividade e tempo de carregamento: para manter os usuários no seu site e tornar a experiência positiva, é necessário ter uma página agradável e rápida. Caso os usuários voltem imediatamente para o buscador depois de olhar o seu site, ele não vai mais ser bem posicionado.

Segurança: certificados de segurança (ex. SSL), são de extrema importância para mostrar tanto para o buscador, quanto para o usuário, que ele pode confiar no seu site. Sem eles as informações ficam desprotegidas e o site vulnerável a ataques.

Acessibilidade: Disponibilizar versões com cores diferentes, leitores de texto, tradutor de libras, são algumas formas de tornar o seu site mais inclusivo e acessível, não só por um bom ranqueamento, mas pelas pessoas que se sentirão bem em saber que foram lembradas.

Além dos critérios básicos para estar bem posicionado, existem opções pagas como o Google ADS, que garantem que o site esteja no topo das pesquisas e ganhando mais relevância. Pois para cada perfil de usuário, os buscadores vão “pensar” se o seu site os ajuda ou não, assim não é possível dizer que um site vai estar sempre na mesma posição, só trabalhar o máximo para que isso aconteça.

Eliza Paoliello

Deixar Um Comentário